16 de novembro de 2013

The Sartorialist e o "selfie"

O fotógrafo americano Scott Schuman  lançou “The Sartorialist Closer”,  segundo livro de fotos selecionadas do seu blog.

#bookdodia


Ainda não adquiri o lançamento, mas fiquei folheando seu primeiro livro nas últimas semanas.

(o post foi inspirado pelas notícias sobre as blogueiras de moda querendo fundar um sindicato e o tal vídeo da Glamour. Fiquei deprimida momentaneamente por ter um blog de moda desde 2006 e não estar rica ;) e um pouquinho nostálgica. Enriquecedora foi a época da inocência dos blogs de moda #pollyanna).

“The Sartorialist” (Penguin Books, 2009) é um registro importante da história recente da moda.

sartorialist_cover
#bookdodia

O primeiro post de Scott Schuman data de dezembro de 2005. E tudo começou por acaso, mais ou menos assim: Scott tava meio perdido na vida, ficava vagando por Nova York com a câmera em punho e nessas começou a fotografar pessoas estilosas. Deu no que deu.

sartorialist09
Scott Schuman #selfie
É o blogueiro de moda mais influente do mundo. Contratado para clicar campanhas por todos os lados (aqui no Brasil inclusive). Publicou fotos no Style.com e namora com a também superblogueira Garance Doré.

Graças ao fotógrafo, o street style se institucionalizou como editoria na imprensa especializada, os blogueiros se tornaram celebridades e alvo do marketing das empresas. Se Saint Laurent percebeu que a rua pautaria as passarelas nos anos 1960, o The Sartorialist e seus comparsas, como o Face Hunter e Jak & Jil, constataram com suas câmeras e olhares sensíveis a virada de mesa definitiva: a passarela é a rua (e a internet).

lembrando que essa coisa de street style começou bem antes...

sartorialist11

sartorialist12

sartorialist13


sartorialist08

sartorialist03
foto tirada do Rio de Janeiro/ publicada em novembro 2008

O street style de Scott Schuman foi reconhecido também por sua qualidade fotográfica e alguns de seus cliques estão nos acervos do museu Victoria and Albert, de Londres, e Museu de Fotografia de Tóquio.

No livro, o fotógrafo descreve com grande entusiasmo alguns de seus retratados. Explicando o que o motivou a fotografá-los, e contando história de bastidores.

sartorialist01
Barbeiros que não falavam inglês em Milão


sartorialist02
Em Estocolmo, moço com um jaleco de U$5 tingido. Ele achou que fosse Prada ou Jill Sander

sartorialist04
passando por um baile

sartorialist05
parece, mas não é


sartorialist06
"Minha filha. Eu não falei para ela fazer essa pose. Às vezes você já nasce com algo especial".


Look do Dia/ Selfie x Street Style


selfie tirado do "Blogueira Shame", 2013 e foto do Sartorialist, 2008


Aí a gente vê como a ideia de Scott Schuman se transformou. Para falar na linguagem dos cool hunters vemos claramente o contraste  entre o laggard e um early adopter devidamente digerido pelos anos.

O trabalho de Scott Schuman e dos primeiros fotógrafos de street style são caracterizados pelo voyeurismo, pela observação, pelo encontro, e pela utilização do espaço público (rua) como co-protagonista. Já as fotos de look do dia selfie são feitas em ambientes privados, em geral em cômodos da casa da autofotógrafa, numa auto-curadoria de estilo.

Se a rua virou a passarela, a internet é a vitrine... e todo mundo pode ser manequim.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.