14 de agosto de 2011

Livros sobre vestidos

Dois livros publicados recentemente falam sobre vestidos…

"Cinquenta Vestidos que Mudaram o Mundo"
Ed. Autêntica

Cinquenta Vestidos...
#bookdodia

Tradução de um dos volumes da série "50 ___ que mudaram o mundo", publicação do Design Museum de Londres. O livro é bem prático e didático: na página esquerda fica um texto contando um pouco da história do criador do vestido e do próprio, do outro, a foto de referência. Do Delphos Plissado de Mariano Fortuny (1915), ao feito com LED do Hussein Chalayan (2007), vestido-a-vestido, é possível visualizar a evolução da moda e todos os elementos que a compõem: comportamento, tecnologia, estilo, criação. Eis alguns exemplos:

Cinquenta Vestidos...
Vestido Delphos Plissado, Mariano Fortuny, 1915
até hoje ninguém conseguiu reproduzir essa técnica


Cinquenta Vestidos...
Vestido de Deusa, Madeleine Vionnet, 1931
Inspirada na Grécia Antiga, a mestra do corte em viés conseguiu criar as mais perfeitas formas fluídas.


Cinquenta Vestidos...
Vestido Rosa-Shocking, Elsa Schiaparelli, 1947
A mais artista entre os estilistas de sua época, nesta peça Schiaparelli brinca com os clichês da representação feminina.

Cinquenta Vestidos...
Vestido da coleção Moon Girl, André Courrèges, 1964
O vestido feito de plástico sintetiza o avanço tecnológico e espacial da época. Como não revela a silhueta feminina aponta uma mudança de comportamento da mulher.

Cinquenta Vestidos...
Vestido Mondrian, Yves Saint Laurent, 1965
Já esse vestido também segue a onda da geometria do anterior, mas com outro viés: "Agora, moda poderia também ser arte", diz o livro.


Cinquenta Vestidos...
Vestido de Malha Listrado, Missoni, 1974
O casal Missoni deu outra dimensão às roupas feitas em malha graças a colorida estamparia.


Cinquenta Vestidos...
Vestido Comme des Garçons, Rei Kawakubo, 1981
Na moda, os anos 80 foram revolucionados pelos estilistas japoneses,. Uma das líderes da revolução foi Rei Kawakubo da Comme des Garçons. Ela e seus conterrâneos propunham a desconstrução da roupa, se contrapondo, assim, ao visual carregado e colorido vigente no período.


Cinquenta Vestidos...
Vestido Bandagem, Hervé Leger, 1989
O estilista causou polêmica ao criar esse vestido que molda totalmente o corpo feminino. Uma mistura de espartilho com múmia. Foi relançado em 2008 e caiu no gosto das celebridades.


Cinquenta Vestidos...
Vestido Pleats Please, Issey Miyake, 1993
O vestido com efeito sanfona é resultado do incansável trabalho de pesquisa do estilista japonês. Os plissados definem o contorno do corpo e criam formas volumosas, que se modificam conforme os movimentos.


Cinquenta Vestidos...
Vestido Samurai, Alexander McQueen, 2001
McQueen deixou um grande legado quando o assunto é vestido. A escolha deste modelo específico aconteceu porque, nele, o inglês soube unir muito bem a referência da tradicional vestimenta oriental, sensualidade, técnica e luxo.


Cinquenta Vestidos...
Vestido de Led, Hussei Chalayan, 2007
Chalayan gosta de olhar para o avanço tecnológico em geral, seja na arquitetura, na elétrica, na robótica, e, buscando sempre a inovação, as adaptas para suas criações. Com este vestido ele inaugurou uma nova era de possibilidades para a moda.


***

"Vestidos para lembrar e uma história para contar"
Autora: Lais Fontenelle Pereira/ Ilustradora: Sara Goldchmit
Ed. Estação das Letras e Cores
(fotos gentilmente tiradas pela @anapaulacampos)

Vestidos para lembrar...
#bookdodia

Esse é um livrinho infantil que conta a história de vestidos que passam de geração para geração, acumulam histórias e ganham novos significados pelo caminho. As ilustrações são lindas.

Vestidos para lembrar...

<Vestidos para lembrar...

Vestidos para lembrar...

Vestidos para lembrar...

Vestidos para lembrar...

Vestidos para lembrar...

3 comentários:

  1. LAURA adorei o post... ótimas referencias de livros... cada um contando de uma maneira a historia da moda para vestidos.

    Beijos
    Tânia Balen

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.