1 de março de 2011

o alfaiate listrado

Essa imagem da campanha primavera verão 2011 do Paul Smith é intrigante . A foto assinada pelo próprio, como vocês podem ver no making of da campanha, revela pouco a roupa criada pelo estilista inglês, porém, diz tanto sobre a marca.


(fiquei com a grife na cabeça desde que fiz o post sobre o sapeurs) A opção por modelos mais maduros, e um pouco imperfeitos, ajuda na tradução das entrelinhas. A grife de Paul Smith é referência de segurança para compras dos homens leigos na moda. E tem esse poder de ser mais estilo do que roupa.

Paul Smith nasceu em Nottingham (a cidade do Robin Hood) e já passou dos 60 anos. Em suas entrevistas, costuma dizer que sua personalidade pode ser definida como "savile row encontra Mr.Bean". Ou seja, duas tradições britânicas vivem em harmonia: a elegância e o humor. Vendo suas declarações em vídeo ambas características ficam evidentes.


As listrinhas coloridas compõem o logo da grife. A história da marca começa em uma pequena sala, onde Paul Smith decidiu fazer e vender roupas masculinas. Contou com a ajuda da sua namorada e atual esposa, Pauline Denyer (estudante de moda na época). O negócio foi expandindo.



Hoje a grife conta com mais de 200 lojas e 12 vertentes, entre linhas masculinas e femininas, de alfaiataria, jeans, sportswear, além de acessórios, sapatos, fragrâncias, relógios … Vale destacar que a grife é um fenômeno no Japão. Tanto que desenvolveu a linha R.Newbold que só é vendida lá.

O primeiro desfile oficial da marca aconteceu em 1976, em Paris, seis anos após seu lançamento. A linha principal é a "Paul Smith", desfile feminino em Londres e o masculino em Paris. A linha feminina veio a pedido das esposas e namoradas em 1994. O estilo é "o clássico com um twist", como define seu perfil no site da semana de moda de Londres.


último desfile de Paul Smith na semana de moda de Londres

Além de ser o diretor criativo, ele também é o presidente da empresa. Mesmo assim ainda encontra tempo para assinar móveis, apoiar projetos de arte, livros e manter dois saborosos blogs. Um em sua página oficial, e outro no site da Vogue Britânica, em ambos dá dicas de exposições, leitura e espetáculo.

Cadeira formiga, design de Arn Jacobsen, recriada por Paul Smith

ah! Paul Smith é um amante das bicicletas, seu sonho de ser um ciclista profissional. Hoje a grife tem uma linha de bicicletas (também) e ele também assina uma coleção para a grife Rapha especializada em roupas para os adeptos da magrela. Videozinho muito bom.

Rapha + Paul Smith SS11 from RAPHA on Vimeo.



E por todo seu empenho em 2000 foi condecorado como cavaleiro pela Rainha Elizabeth, portanto, ele é um "Sir", como Paul McCartney e Elton John. E para o futuro... ensinamentos em 28 segundos.





***
pra ler:
falando em alfaitaria vi esse livro outro dia e fiquei morrendo de vontade de ler.



O autor é James Sherwood. E o prefácio é do Tom Ford. Trata-se de um retrato da Savile Row moderna. A famosa rua londrina é conhecida por seus incríveis alfaiates que carregam a tradição da elegância masculina inglesa. Sherwood é o comentarista de moda do Royal Ascot, corridas de cavalo com um rigoroso código de vestir, onde os homens, ainda hoje, usam cartolas.

***
Lembrando: Tem esse livro aqui, sobre as alfaiatarias de Curitiba.

Um comentário:

  1. a foto da campanha é bem louca, a marca não fica atrás e Savile Row é inspiradora!

    aproveito e partilho minha 1ª foto nessa afamada rua londrina!

    http://oalfaiatelisboeta.blogspot.com/2009/12/london-16-savile-row-w1s-3pl-alfaiates.html

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.