4 de fevereiro de 2011

Entrevista: Cecília Dean, da “Visionaire”

Cecília Dean, editora da revista “Visionaire”, fala da moda brasileira

Foto: Romulo Soares / Marie Claire

Entrevistinha com a Cecilia Dean, da Visionaire, que fiz pro site da Marie Claire.

Há 20 anos, a editora de moda Cecilia Dean criou a revista “Visionare” com a proposta de ser uma publicação independente, um espaço para fotógrafos e artistas rejeitados por veículos mais comerciais. Hoje, a história é diferente. O conteúdo vanguardista da revista acabou se tornando um selo de qualidade e as empresas querem patrocinar a “Visionaire” para aproveitar sua aura antenada e futurista.

Diferente da maioria, a “Visionaire” tem sempre um patrocinador único. Entre as marcas que já bancaram o projeto estão Louis Vuitton, Calvin Klein e Comme des Garçons. O projeto deu cria e Cecilia também comanda a “V Magazine” e “V Man”, que têm formato de revista comum, mas não são menos “visionárias”.

Já nos primeiros dias de 2011 a “Visionaire” ganhou o prêmio “Future of Fashion” (Futuro da Moda), dado pela YMA Fashion Scholarship Fund. Trata-se de uma instituição sem fins lucrativos que tem como objetivo promover a indústria da moda e, para isso, distribui bolsas de estudo para jovens estudantes.

A convite do evento, a editora de moda veio conferir esta edição da São Paulo Fashion Week. Mas esta não é sua primeira vez em São Paulo. Na entrevista a seguir ela fala sobre a cidade e sobre o futuro da moda.

Marie Claire: O que você espera da moda no futuro?
Cecília Dean: O mercado de moda tem que se preocupar com o meio ambiente. É o único caminho. Apesar da imagem de moda mudar com freqüência, a cada seis meses pelo menos, os meios produtivos avançam devagar. Se pararmos para pensar, a moda demorou para entrar na internet e até hoje alguns dos anunciantes tem alguma restrição à rede. Não dá para entender.

MC: O Brasil pode ser um dos protagonistas do futuro da moda?
CD: O Brasil tem a natureza e a criatividade.

MC: O que você destacaria na moda brasileira hoje?
CD: Aqui na SPFW destaco o Alexandre Herchcovitch, que já é um nome muito conhecido no exterior. Gosto muito da Osklen. O Pedro Lourenço é uma grande promessa. Aliás, é interessante pensar na família toda de bons estilistas (referindo-se também a Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho).

MC: Você já veio muitas vezes ao Brasil, o que gosta do país?
CD: Eu sempre venho a São Paulo. Adoro a cidade, me lembra muito Nova York. É viva 24 horas por dia. Tem ótimas galerias de arte e ótimos restaurantes. Adoro especialmente o Maní e o Mocotó.

MC: Que tipo de roupa trouxe na sua mala?
CD: Este tipo de roupa (aponta para seu look). Confortável. Quase todas as roupas que eu trouxe são da Ohne Titel (Cecilia Dean é a atual garota propaganda da marca). É uma marca feita por duas estilistas de Nova York. E trouxe essa bolsa Givenchy. Adoro a Givenchy.



MC: O que significa o prêmio Future of Fashion para a “Visionaire”?
CD: Prêmios são sempre bons, ainda mais vindo dessa organização que tem uma missão interessante. Acho ótimo eles darem bolsas de estudos para outras áreas que não design. O mercado de moda tem outros temas

***
E aqui, um vídeo com oito alunos contemplados com as bolsas de estudos da YMA Fashion Scholarship Fund, falam sobre como imaginam as lojas no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.