29 de setembro de 2009

São Paulo - Amazônia com escala em Paraty

banquinho da Praça Central - foto @modapraler

Como os leitores podem notar, ando muito interessada por fotografia. Motivo pelo qual aceitei imediatamente o convite da minha amiga Maíra para ir ao Paraty em Foco – Festival Internacional de Fotografia. Passei um final de semana ótimo por lá, com muito aprendizado emoldurados por um céu de brigadeiro.

Não teve nenhuma palestra falando especificamente de moda, mas boa parte dos fotógrafos que participaram tinha experiência na área. Contudo, poucos falam no assunto, uma vez que editoriais e publicidade são trabalhos considerados comerciais e o fotógrafo é mais valorizado quando reconhecido por determinado projeto de cunho experimental e artístico que realiza por conta própria.

***
E foi um profissional famoso por suas fotos da Amazônia que melhor comentou sobre a fotografia de moda. Antes de embrenhar no mato Pedro Martinelli esgotou as possibilidades da fotografia comercial. Clicou muito para revistas de moda, especialmente na Abril, onde trabalhou durante muitos anos e também treinou fotógrafos como André Schiriló, no Estúdio da editora. Com o fotojornalismo correndo nas veias, durante sua experiência com moda Martinelli sempre sugeria às editoras de moda fazer imagens relacionadas com a realidade social brasileira.

Pedro Martinelli / Crédito: ABI


“Eu insistia muito para as editoras fazerem um editorial sobre bóias-frias. Quando veio a moda grunge pensei: pronto! os bóias-frias são os nossos grunges” (estamos falando de começo dos anos 90). E finalmente conseguiu convencer a então editora da Elle, Regina Guerreiro. O editorial misturava algumas fotos que ele havia feito de mulheres bóias-frias, com uma modelo produzida no meio do canavial.


Essa história (e o fim dela) foi um dos primeiros textos que Martinelli publicou em seu blog. É bem interessante a visão dele sobre os editoriais de moda no Brasil, e essa mania tupiniquim de ter revistas estrangeiras como referência. Para refletir.

Por outro lado, ele também contou que a fotografia de moda e de nu (ele trabalhou para a Playboy) apuraram seu olhar para o livro “Mulheres da Amazônia”. Título auto-explicativo.



***
Ainda em seu blog tem fotos de moda das antigas, com as hojes televisivas Chris Nicklas e a Fabiana Scaranzi nos tempos de modelo. Impressionante!

***
Bóia-fria...moda... -lembrei na hora da coleção inverno 2007 do Alexandre Herchcovitch, em que a inspiração foi justamente esses trabalhadores de vida tão dura.


Crédito: Márcio Madeira / MKT MIX divulgação

***
E aqui os links dos outros fotógrafos que palestraram sábado e domingo. Como aqui estamos falando sobre moda, ter repertório de imagem é fundamental. Vale a pena entrar com calma e ver o trabalho de todos eles. Cada um desses links valeria um post. E lá no blog do Paraty em foco, tem tudinho o que aconteceu.

Alessandra Sanguinetti - http://alessandrasanguinetti.com/
Arthur Omar - http://www.arthuromar.com.br/
Cia de foto - http://ciadefoto.com.br/site/
Claudine Doury - http://www.agencevu.com/photographers/photographer.php?id=31
Gerardo Montiel Klint - http://www.klintandphoto.com/
Pandora Foto - http://www.pandorafoto.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.