13 de julho de 2009

Cadê o biquíni cortininha?

Conforme tinha prometido no vídeo da Oficina de Estilo há quase um mês...

Os desfiles de moda praia nessa temporada apostaram em modelos mais sofisticados. E fiquei pensando se tem tanto iate assim no Brasil? Brincadeiras a parte, estou tentando entender esse novo momento da moda praia brasileira. E surgem muitas dúvidas que compartilho por aqui.

A Cia. Marítima, a Água de Coco e a Paola Robba (ex -Poko Pano) apostaram em formatos e padronagem diferenciadas, poucas estampas, relevos, recortes, aviamentos pesados, acessórios, brilho...Todas essas empresas de moda contam com uma grande pesquisa de tendências e materiais, por isso emergir essa haute couture na moda praia brasileira provoca um susto.

Paola Robba verão 2010

Cia. Marítima verão 2010


Água de Coco verão 2010

Luiza Bonadiman verão 2010

todas as fotos Charles Naseh/ Modices


Me chamou a atenção principalmente a Cia. Marítima sem estampas. Quem freqüenta o litoral norte paulista sabe que a grife é um uniforme. Como era comum encontrar uma coleginha com um biquíni igual.

A história da Cia. Marítima desde o verão 98. A Gisele era presença frequente nos desfiles da grife.


Noto que há algum tempo andam surgindo marcas de moda praia como propostas de biquínis e maiôs com mais pano, que conferem um ar mais sofisticado, porém, ainda assim, é possível enxergar os modelos clássicos.

Jo de Mer
Crédito: divulgação


Beach Couture
Crédito: site oficial


Alór
Crédito divulgação


Adriana Degreas
Crédito: elle.com.br



No assunto praia chique, a Lenny sem dúvida é a referência porque traz a moda praia sofisticada em seu DNA. E ganhou fama fora do país. Não podemos esquecer, claro, a Rosa Chá que é pioneira no mercado externo e que também foi fazendo seus modelos ficarem mais arrojados.

Lenny verão 2010
Crédito: Charles Naseh/ Modices



O Brasil o modelo mais amado é o cortininha. Entre tantas razões , aponto a marquinha. Afinal quanto menos pano, maior o bronze. E com o nosso grande litoral e o calorão que bate no país todo, ficar bronzeada o tempo todo e ter aquele arzinho saudável é uma opção bastante viável.

Aí vendo os desfiles senti saudades dos modelos singelos tão presentes nas praias brasileiras. E me pergunto se o mercado interno vai aceitar bem essas novas propostas cheias de recortes que não funcionam para a beira-mar, já que o bronzeado vai ficar com uma marca de sol tão arrojada quanto as formas propostas na passarela.

Acredito que no ponto de venda haverá opções para as conservadoras de biquíni ou haja festa em iate para tanto biquíni chiquérrimo.

Será que o David Azulay, saudoso dono da Blue Man, também se renderia a nova onda?

Ah! Não posso esquecer de falar da Salinas e da Movimento que mostraram looks mais chiques, contudo mais fieis ao momento máximo do verão: sol + praia + biquíni.

Salinas Verão 2010/ Charles Naseh / Modices



gente dá uma olhadinha no site da marca Só Biquini http://www.sobiquini.com.br



- o oposto a alta-costura da moda praia.

4 comentários:

  1. O melhor mesmo é o site, no final! Coisa de primeiro mundo... Mundo cão!
    ESTOU em Salvador e isso é apenas um detalhe até "satisfatório" de um fim de mundo! Aqui tem sustos a cada esquina!

    VALHAME!

    ResponderExcluir
  2. Observações práticas:

    Moro há dez anos em Salvador, trabalho com moda e nunca ouvi falar nessa bênção aé em cima.
    Esse estilo não é padrão por aqui. O quadril da maioria das baianas não entra nesses biquínis e esse sutiã é totalmente rio anos 80, época em que eu morava lá.
    Dêem uma olhada no site vivire.com.br. É mais a cara de Salvador...

    Té mais.

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana, peguei a marca aleatoriamente. Tenho certeza que esse não é o padrão de Salvador. O estado da Bahia, aliás, que conta com praias próprias para os biquinis alta-costura como Trancosco e a Costa do Sauípe.

    Até tirei a origem da marca para não dar margens a interpretações erradas.
    obrigada pelo seu comentário e por me alertar.

    1 beijo

    ResponderExcluir
  4. Ah, na verdade os modelos "mais trabalhados" são só pra passarela, não?
    É só dar uma volta pelas areias pra confirmar o que é usável na prática ou não...

    ;)

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.