10 de dezembro de 2007

roupa com alma





A coluna da Costanza Pascolato na Vogue desse mês traz uma linda explicação para o luxo, mas que serve para a moda de maneira geral. Abaixo o trecho que sintetiza sua tese.

"Gosto de roupas e produtos que façam sentido, que possam me ensinar algo, e de preferência, que durem bastante. Não importa se simples ou luxuosos, ele têm de ter alma. É fundamental que você goste de suas roupas, de seus acessórios e de suas jóias, menos pelo status que eventualmente venham a conferir e mais pela capacidade de expressar seus valores pessoais. Isso não significa, que fique claro, adotar um visual clássico e pronto. Implica buscar menos em "a última moda" e, ainda assim, mudar tudo ao fazer uma reeducação de opções, preferindo sempre a escolha pela alma, uma legítima ressonância daquilo que você é".

***
Explicação tão precisa quanto a de Miranda Priestly sobre o suéter azul em "O Diabo veste Prada".

Imagem: Costanza/ Marri Nogueira e Vogue/ Site Carta Editorial

Um comentário:

  1. nega...tá mesmo nega da praia ? ói heim ! lembrei tanto da senhora neste findes !! fui na inauguração das vilinhas na Franca e me joguei de novo no Happy que ta cheio de coisa nova !!! encontrinho essa semana !! besos

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.