19 de novembro de 2007

Caridade antropológica




Nesse Natal “adotei” uma menina de 7 anos que participa dos projetos de uma instituição de caridade. Ela chama Elaine usa tamanho 12 e sapato número 30. Uma amiga que ajuda o espaço recomendou “ela gosta de tudo bem rosa”.

Na minha busca notei que as roupas até 10 anos tem cara de criança. São coloridas, trazem estampas com pesonagens licenciados (Barbie, Princesas, Moranguinho, Bratz, etc) e tem formas confortáveis para brincar sem incômodo.


A partir do tamanho 12 até o 16 a história muda. Para o tamanho de Elaine as roupas são pouco variadas. Algumas peças já têm decotes, brilho. Os shorts minúsculos e feitos de jeans.

O traje completo custou 110 reais. Numa loja popular uma traje completo custar 1 terço de salário mínimo? Entendo que o preço é calculado em cima do milhares de impostos que o governo cobra, mas mesmo assim são valores maçantes para os salários brasileiros. E aí então dá-lhe muitas dívidas no cartão.

Muito cedo e muito caro para se vestir de mulher.

Um comentário:

  1. Oi Laura, qto tempo, não?
    Sabe que nem Paris, nem Buenos Aires, o único lugar que me faria mudar de São Paulo é Berlin...

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.