6 de outubro de 2006

Móbile na orelha



A exposição "Calder no Brasil" do artista plástico Alexander Calder está em cartaz na Pinacoteca do Estado de São Paulo até o dia 15/10. O trabalho dele é poético e inovador. Ele uniu arte e física, e assim desbrobou a possilidade das artes plásticas. Usou conceitos de tridimensionalidade e deu movimento as obras.

Além dos móbiles e esculturas ele também fez joalheria. São peças deslumbrantes que estão hoje na Fundação Calder em Nova York. A peças foram feita por volta de 1940 e são lindas.

Os brincos seguem a idéia de movimento dos móbiles. Outras peças, como pulseiras e colares tem formatos arrojados. Ele usava apenas metais nobres: ouro, prata e bronze. Alguma peças também tinham aplicações de outros materiais como vidro e espelho.

Imagens do site da Calder Foundation:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.