18 de fevereiro de 2006

Nova proposta no jornalismo de moda


Essa semana tive a oportunidade de ler a Key, cujo slogan é Moda pra quem vive moda. A revista foi lançada no dia 19 de janeiro dentro do último São Paulo Fashion Week. Quem edita é Erika Palomino e sua turma e trata-se da primeira publicação da House of Palomino, empresa da jornalista voltada para a produção de conteúdo.

A primeira edição tem 196 paginas, não tem sessões fixas e trabalha basicamente com colaboradores em todas as matérias e editoriais de moda. E essa é a proposta da revista, que como a moda estará sempre mudando. Como já faz com o site, a jornalista procurou mostrar o que há de mais novo e cool não só na moda, mas no que ela batizou como cultura jovem. Falou de música, artes plásticas e beleza. As tendências nas passarelas européias e americanas ocupam 70 páginas narradas por textos da própria Erika.

A análise dos desfiles internacionais é um dos três alicerces da revista. Ou outros dois são “eventos de moda importantes do país e ensaios fotográficos que interpretem os conceitos mostrados na passarela”. A revista apresenta os textos em inglês para assim também servir de referência para os fashionistas gringos que pintam por aqui.

A publicação chama a atenção pela sofisticação. É colorida impressa em papel couché fosco, algumas páginas têm aplicações envernizadas. Pouco texto e muitas fotos. O tamanho é maior 24 x 32 cm (uma revista como a Vogue tem 20x27). Custa R$ 35,00. Preço plausível em função do publico alvo e da periodicidade trimestral, mas caro para simples curiosos.

Key não se limita a revista também é um site, download para celular e DVD. Esse último traz o making of da edição e depoimento da sua editora e idealizadora, mas é artigo de luxo. Só os vips e formadores de opinião têm direito.

Descrição para quem não vai comprar:

A revista começa com ensaios fotográficos de celebridades da Tv e da Moda em ritmo de carnaval. Chamou-se “Foi um rio que passou em minha vida”. Thalma de Freitas, Déborah Secco, Juliana Paes, Maria Flor, Luana Piovani, Vanessa da Mata, Érika Mader, Michelle Alves e Camila Pitanga encaram situações carnavalescas. São passistas, destaques e foliãs, ora sorridentes, ora sexys, ora tristes.

A revista segue com sua partes burocráticas expediente, colaboradores e editorial. Erika Palomino desvenda a moda por trás de Caetano Veloso em 8 páginas repletas de fotos que mostram o músico em todas as épocas de sua carreira. Como é de costume ele não deixa de alfinetar um e outro, do jornalista Artur Xexeo a David Bowie. Um editoral de flores é a próxima atração. Orquídea, lírio, gardênia e rosa são fotografados em poses não convencionais e o serviço de onde encontrar indica os perfumes que carregam os aromas. Só cheiros internacionais. Daí aparece Ana Beatriz Barros bonitona num biquíni de crochê bege ilustrando o texto de Constanza Pascolato sobre como as imperfeições corpóreas das manecas brasileiras conquistaram o mundo da moda. Daniel Piza deixa de lado a literatura e escreve sobre arquitetura. O jornalista cedeu a Palomino’s um trecho do livro que fez sobre o celebrado arquiteto Isay Weinfeld. A personal stylist Emanuela Carvalho assina o editorial de moda que conta o que tem que ter no verão 2006. Ousado, deixa a modelo Eliza Joenk somente com o necessário.

Hans Donner é referência novamente segundo o texto de Eduardo Logullo. Os artistas plásticos do momento são seis conforme contou Maria Montero. Um deles é a brasileira carioca de 25 anos Mana Bernardes.

Eis que surge a moda. Um texto sobre roupas, clima e tecidos para todas as estações. Depois começa um verdadeiro de caderno de tendências de roupas e acessórios. Uma vitrine de dourados e indumentária para o i-pod. Uma prévia sobre o inverno brasileiro em tecidos, cores, estampas e croquis tal qual a mesa dos estilistas do Rio e de São Paulo.

Fim com o perfil do fotógrafo Walter Firmo e sua obra a respeito do carnaval carioca.

Gostei do trabalho. É uma prova importante que o mercado de moda no Brasil vem se profissionalizando cada vez mais em todos os pontos da cadeia produtiva. Torço para que surjam mais revistas como essa com enfoques diferenciados.

Tomara que na próxima edição os estilistas brasileiros novos e consagrados apareçam com mais força.



****
Legenda das fotos de cima para baixo:
Print Screen do site da Revista Key (meu scanner é muito pequeno para a capa de verdade)
A jornalista Erika Palomino
A atriz Luana Piovani no ensaio fotográfico "Foi um Rio que passou em minha vida"
As atrizes Thalma de Freitas e Débora Secco no ensaio fotográfico "Foi um Rio que passou em minha vida"

Fotos de divulgação: http://www.aliceferraz.com.br

Um comentário:

  1. nossa, amei, realmente para curiosos a revista é bem cara, mas valeu pelo teu post e pelo site q vou fuçar agora. me amarro no site da erika palomino, eu gosto do dela ha um tempao e quando descobri o site, ja viu ne, linkei no meu blog na hora, bem vou la fuxicar o site, parabens pelo post, adorei, bjks e bom sabado e domingao! xau

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.